Não, estes vídeos não são de multidões apoiando Bolsonaro

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

Em plena corrida eleitoral, vídeos que supostamente mostram enormes concentrações de apoio ao candidato de extrema direita Jair Bolsonaro circulam viralmente nas redes sociais. No entanto, são imagens fora de contexto ou manipuladas e não têm nenhuma relação com sua candidatura nas próximas eleições em outubro.

Ato em Campinas pela saúde de Bolsonaro

Publicado na última sexta-feira, 14 de setembro, um vídeo supostamente mostrando uma manifestação em Campinas em prol da saúde de Bolsonaro, que sofreu um atentado com faca no dia 6 de setembro, foi assistido quase 5 milhões de vezes. Outra versão afirma que o evento a favor do candidato do Partido Social Liberal (PSL) ocorreu em Natal, capital do estado do Rio Grande do Norte.

Captura de tela de uma publicação no Facebook disseminando a informação falsa, feita 19 de setembro de 2018 (Facebook / AFP)

A gravação, na verdade, foi realizada durante uma partida entre Brasil e Sérvia na Copa do Mundo 2018 na Rússia. Torcedores compareceram em massa ao Largo do Rosário, em Campinas, para assistir o jogo da seleção brasileira no dia 27 de junho de 2018.

Um milhão de pessoas em Brasília

Captura de tela de um vídeo disseminando a informação falsa, feita 19 de setembro de 2018 (Youtube / AFP)

"Um milhão de pessoas faz coro de arrepiar e pede Bolsonaro na presidência”, afirma a descrição do outro vídeo, que teve mais de um milhão de visualizações e aproximadamente 75 mil compartilhamentos no Facebook em pouco mais de um dia. Uma usuária comentou: “Estamos voltando a nos lembrar do que é SER BRASILEIRO! Estamos recuperando o nosso Patriotismo, o nosso aaaaamor pelo País! Que lindo, Brasil! #Bolsonaro17”.

A versão original desse vídeo foi feita em 2015 em Brasília, capital federal, e mostra um ato pelo impeachment da então presidente Dilma Rousseff (2011-2016, PT). Na gravação, é possível ver um cartaz com a inscrição “Fora Dilma”.

O autor do vídeo, Mairon Oliveira, foi contatado e afirmou: "Isso foi em 2015 na manifestação 'Fora Dilma'. Não tem nada a ver com o Bolsonaro".

Captura de tela de uma publicação no Facebook disseminando a informação falsa, feita 18 de setembro de 2018 (Facebook / AFP)

Cerca de 1,5 milhão de brasileiros protestaram naquele domingo, 15 de março de 2015, de forma pacífica, em pelo menos 74 cidades, contra a presidente Dilma Rousseff, que enfrentava um complexo coquetel de tensão social, política e econômica.

Segundo reportou a Folha de S.Paulo, a Polícia Militar do Distrito Federal estimou que a manifestação naquele dia reuniu 40 mil pessoas, 100 mil segundo os organizadores, número por outra parte bastante inferior ao descrito no vídeo com a falsa alegação.

Esta investigação foi realizada com apoio do Projeto Comprova. Participaram jornalistas da AFP, Band News FM e Poder360.

AFP Brasil