Não, essa foto não mostra pinos de drogas recolhidos na Universidade Federal do Espírito Santo

Um publicação compartilhada mais de 19 mil vezes no Facebook apenas horas após sua criação em 12 de maio de 2019 afirma mostrar “pinos de crack e cocaína” recolhidos em área da Universidade Federal do Espírito Santo. Entretanto, a fotografia foi tirada durante ação do Instituto EcoFaxina em uma região de mangue em Santos, no estado de São Paulo.

“Aos mal informados, isto é uma mostra de uma pequena quantidade de pinos de crack e cocaína recolhidos na área da Universidade Federal do Espírito Santo. Será que alguém ainda acha que as atitudes do governo são um ‘equívoco’?”, dizia o texto da publicação viralizada, que foi compartilhada 19 mil vezes antes de ser removida do Facebook em 13 de maio.

Captura de tela feita em 13 de maio de 2019 mostra publicação com 19 mil compartilhamentos

A mesma imagem foi compartilhada centenas de vezes em outras postagens no Facebook (1, 2, 3) e no Twitter (1, 2), com legendas semelhantes.

Entretanto, uma busca pela foto revela que ela foi publicada em 29 de abril deste ano no perfil do Instituto EcoFaxina no Instagram, com a localização de Santos, São Paulo. A publicação é acompanhada pela hashtag #PinosdeCocaína, indicando que os resíduos exibidos na imagem são realmente tubos utilizados para armazenamento da droga.

Captura de tela feita em 14 de maio de 2019 de uma postagem no Instagram do Instituto EcoFaxina

De fato, a Prefeitura de Santos publicou uma nota em 29 de abril deste ano relatando a atividade conduzida pelo Instituto EcoFaxina. Segundo o texto, a ação contou com cerca de 40 voluntários que retiraram mais de 500 Kg de resíduos sólidos de área de mangue do bairro santista de São Manoel.

Em resumo, apesar de a imagem aparentemente mostrar a coleta de tubos utilizados para armazenamento de cocaína, eles não foram encontrados em área da Universidade Federal do Espírito Santo, mas em um manguezal em Santos (SP).

AFP Brasil