Lurian Cordeiro foi contratada por um senador, mas remuneração não é de R$ 37 mil

Copyright AFP 2017-2020. All rights reserved.

“A mais nova marajá do Senado”, começa um texto compartilhado mais de 5 mil vezes em redes sociais. Segundo as publicações, a filha do ex-presidente Lula, Lurian Cordeiro, foi nomeada assessora do senador Rogério Carvalho e passará a receber salário de R$ 37 mil, além de ajuda custos de R$ 21 mil e outros benefícios. Lurian realmente foi contratada pelo parlamentar, mas receberá salário de R$ 13.494,42. Segundo o Senado, ela não terá direito aos benefícios listados nas postagens.

Captura de tela feita em 16 de dezembro de 2019 mostra alegação viralizada publicada no Twitter

“A MAIS NOVA MARAJÁ DO SENADO. Lurian Lula da Silva, a filha mais velha do ex-presidiário Lula, foi nomeada como Assessora de Imprensa, salário de R$ 37 mil ajuda de custos R$ 21 mil, total de 58 mil”, diz uma das publicações, compartilhada mais de 1.700 vezes no Facebook desde 11 de dezembro.

O texto, que aparece de maneira semelhante em diversas outras postagens no Facebook (1, 2) e Twitter (1, 2), também afirma que Lurian terá direito a benefícios como “carro com motorista, plano de saúde ilimitado e apartamento funcional”.

Todas as publicações são ilustradas com uma foto de Lurian mostrando o dedo do meio.

De fato, a filha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Lurian Cordeiro Lula da Silva, foi nomeada assistente parlamentar intermediária do senador Rogério Carvalho (PT-SE), como publicado no Boletim Administrativo do Senado do último dia 12 de dezembro.

No entanto, o cargo para o qual Lurian foi contratada, representado pelo código AP-10, não prevê salário de R$ 37 mil, como indicado na tabela mais recente de Remuneração de Cargos em Comissão e Função de Confiança publicada em agosto de 2019 no portal de Transparência do Senado.

A remuneração do cargo, como explicou a assessoria de imprensa do Senado à equipe de checagem da AFP, é calculada somando o Valor Básico com as Gratificações Inerentes ao cargo em Comissão, o que totaliza R$ 13.494,42 - quantia quase três vezes inferior à citada nas publicações. 

Tabela de Remuneração de Cargos em Comissão e Função de Confiança publicada em agosto de 2019 no portal de transparência do Senado Federal

À AFP, o Senado também informou que “os servidores comissionados do Senado Federal não recebem ajuda de custo e não têm direito a carro com motorista, plano de saúde ilimitado, ou apartamento funcional”, ao contrário do alegado no texto viralizado.

Os cargos comissionados, como o de Lurian, são de livre nomeação e exoneração, ou seja, indicados exclusivamente pelo parlamentar.

A foto que ilustra as postagens viralizadas, na qual Lurian mostra o dedo do meio, é verdadeira, mas não tem relação com a nomeação ao cargo. A imagem foi feita em março de 2016 pelo fotógrafo Wilton Junior, do jornal Estado de S. Paulo, durante uma manifestação em apoio a Lula.

Em resumo, é verdade que Lurian Cordeiro foi contratada para o gabinete do senador Rogério Carvalho, mas a filha do ex-presidente Lula não receberá salário de R$ 37 mil, como alegado nas publicações viralizadas. Segundo a assessoria de imprensa do Senado, Lurian tampouco terá direito a carro com motorista, plano de saúde ilimitado, ou apartamento funcional.

AFP Brasil