( . / )

Vídeo de Ashraf Ghani em aeroporto não mostra fuga do Afeganistão, mas viagem para conferência

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

Uma sequência que supostamente retrata o ex-presidente do Afeganistão Ashraf Ghani fugindo do país no momento em que combatentes talibãs assumiam o controle da capital, Cabul, foi visualizada mais de 28 mil vezes em redes sociais desde o último dia 15 de agosto. Ghani realmente deixou o país, mas as imagens viralizadas foram tiradas de contexto: essa gravação registra, na verdade, o embarque do mandatário para uma conferência no Uzbequistão em julho de 2021.

“Presidente do Afeganistão fugindo do país, e ainda dá tchauzinho, enquanto o povo que ficou no país, morrendo”, diz uma das publicações compartilhadas no Facebook (1, 2, 3), Twitter e Telegram.

O vídeo - que começou a circular no dia em que insurgentes talibãs chegaram a Cabul, selando uma vitória militar nacional - mostra Ghani acenando para transeuntes enquanto embarca em um avião. “O agora ex presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, ‘fugindo’ de seu país e indo para Tajiquistão (pais também islâmico). Mas por que ele está tranquilo?”, escreveu outro usuário ao compartilhar o vídeo.

Captura de tela feita em 18 de agosto de 2021 de uma publicação no Facebook ( . / )

A alegação foi visualizada outras milhares de vezes em publicações em inglês, espanhol e tailândes.

Ghani realmente deixou o Afeganistão no último dia 15 de agosto, mas essas imagens compartilhadas nas redes não retratam esse momento.

Uma busca reversa no Google mostrou que o mesmo vídeo foi publicado pela conta do Aeroporto Internacional Hamid Karzai de Cabul no Facebook, em 15 de julho de 2021.

A publicação informa que a sequência mostra Ghani embarcando em um avião para o Uzbequistão para participar de uma conferência. Abaixo, uma comparação entre as imagens agora viralizadas e o vídeo publicado em julho:

Comparação feita em 18 de agosto de 2021 entre vídeo publicado pela conta do aeroporto Hamid Karzai no Facebook (E) e vídeo viralizado ( . / )

Uma busca por palavras-chave no Google levou a um comunicado do então governo afegão, de 15 de julho de 2021, intitulado: “Presidente Ghani sai de Cabul para o Uzbequistão”. O texto é ilustrado com uma captura de tela do mesmo vídeo.

“O presidente Ashraf Ghani, liderando uma delegação de alto escalão do governo, partiu de Cabul para o Uzbequistão para participar da conferência internacional ‘Ásia Central e do Sul: Conectividade Regional; Desafios e Oportunidades”, diz a nota, em tradução livre do inglês.

Captura de tela feita em 16 de agosto de 2021 do comunicado do governo afegão ( . / )

Uma transcrição do discurso de Ghani na conferência foi publicada no site do Palácio Presidencial no último dia 17 de julho.

Quando anunciou que havia deixado o Afeganistão, em 15 de agosto, o mandatário não informou para qual país tinha ido. Pouco depois, o grupo de mídia afegão Tolo news sugeriu que um dos destinos poderia ser o Tajiquistão, citado em algumas das publicações viralizadas.

O governo dos Emirados Árabes Unidos informou em 18 de agosto que Ghani havia sido recebido em seu território “por motivos humanitários”.

Até a publicação desta checagem, a AFP não identificou nenhuma filmagem confiável da saída de Ghani em 15 de agosto.

Em 18 de agosto, o ex-presidente afegão disse que está “em negociações” para voltar a seu país e que apoia as conversas realizadas entre os talibãs e seu predecessor, Hamid Karzai.

“Por enquanto estou nos Emirados para evitar o banho de sangue e o caos”, disse, em vídeo compartilhado em sua conta no Facebook. “Estou em negociações para voltar ao Afeganistão”, assegurou.

Afeganistão