Foto de fazenda atribuída a filho de Lula é, na verdade, de um campus universitário

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

A foto de uma fazenda supostamente comprada por Fábio Luís Lula da Silva, um dos filhos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), voltou a circular nas redes sociais desde o último 19 de março. Mas a alegação, com mais de 26 mil compartilhamentos desde 2014, é falsa. A imagem é, na verdade, do campus da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade de São Paulo.  

“Isso é que é um Empresario competente. O Novo Mega Campeão do Brasil de enriquecimento súbito é o proprietário desta Fazenda. Fazenda Fortaleza comprada e certificada em Cartório de Registro de Imóveis. Proprietário: FÁBIO LUIS LULA DA SILVA (isso mesmo) Propriedade: Fazenda na região de Valparaíso/SP Preço: 47 milhões de reais”, diz o trecho de uma das publicações compartilhadas no Facebook (1, 2) e no Twitter

Postagens com a mesma alegação circulam desde, pelo menos, 27 de setembro de 2014. 

Captura de tela feita em 13 de abril de 2021 de uma publicação no Facebook

Uma busca reversa feita no Google pela parte superior da imagem viralizada, sem a foto do ex-presidente e de seu filho, levou a uma publicação na rede social de compartilhamentos de fotos Pinterest, com a legenda “Piracicaba (SP) - Campus da Esalq”

Com uma nova consulta no Google Imagens usando os termos “Campus” e “Esalq” - a sigla utilizada para a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - foi possível encontrar a foto viralizada no site da faculdade localizada em Piracicaba, no estado de São Paulo. 

A AFP entrou em contato com a Esalq e confirmou que o prédio central visto na imagem foi construído entre 1904 e 1907 para acolher a escola agrícola de Piracicaba e atualmente abriga o gabinete da diretoria da faculdade e parte de seus setores administrativos. Jamais pertenceu, portanto, ao filho de Lula. 

Em uma busca no Google pelas palavras “Fazenda”, “Fortaleza”, “Valparaíso” e “Fábio Luís Lula da Silva” não foi encontrado qualquer registro de propriedade. Procurado pela AFP, o Instituto Lula respondeu que “essa história é mais uma mentira que o ex-presidente Lula e sua família são vítimas, feita por grupos que divulgam fake news com objetivos políticos há anos”

Em 2016, a Polícia Federal concluiu que as movimentações financeiras de Fábio Luís Lula da Silva eram compatíveis com os recursos declarados à Receita Federal.  Ele, no entanto, é investigado no âmbito da Operação Lava-Jato pela suspeita de ter recebido 132 milhões de reais da operadora Oi/Telemar por meio de contratos com empresas do grupo Gamecorp, empreendimento do qual Fábio Luís era um dos sócios. 

Segundo a força-tarefa da Lava-Jato, a quantia pode ter sido usada na compra do sítio de Atibaia, que estava em nome de Fernando Bittar mas foi usado pelo ex-presidente Lula. Essa investigação foi suspensa em 25 de março passado até que seja definido o juiz competente pelo caso. 

Publicações de conteúdo semelhante foram verificadas pela Agência Lupa

AFP Brasil