Esta ilusão de óptica não foi criada por um professor de Neurologia para medir o nível de estresse

Copyright © AFP 2017-2020. Todos os direitos reservados.

Publicações compartilhadas mais de 320 mil vezes nas redes sociais desde outubro de 2018 e em vários idiomas asseguram que esta imagem foi criada por um professor de Neurologia chamado Yamamoto para medir o nível de estresse de uma pessoa. A criação, divulgada em 2016, é, na verdade, uma obra de ilusão de óptica de um artista ucraniano.

“Olha que interessante, gente!!!!! Esta imagem foi criada pelo Professor de Neurologia Dr. YAMAMOTO: Se ela não se movimenta, significa que você está saudável e dormiu bem. Se ela está se movimentando bem devagar, mostra que você está um pouco estressado ou cansado. Se ela está se movendo continuamente e rápido, mostra que você está muito estressado e sobrecarregado e pode haver alterações de ordem psicológica. E aí? Como você está?”, diz o texto que acompanha a imagem em postagens compartilhadas milhares de vezes no Facebook (1, 2, 3, 4) desde outubro de 2018.

A ilustração também viralizou amplamente no Instagram (1, 2, 3, 4) e no Twitter (1, 2, 3, 4), e em outros idiomas, como espanhol e inglês.

Captura de tela feita em 1º de julho de 2020 de uma publicação no Facebook

Uma busca reversa permitiu encontrar esta mesma ilustração no banco de imagens Shutterstock e identificar quem publicou-a: “Guten Teg Vector”

A equipe de checagem da AFP chegou a este perfil, no qual há uma indicação de uma conta no Twitter e um endereço de e-mail. Trata-se de Yurii Perepadia, um designer gráfico ucraniano.

A AFP encontrou-o no Facebook e consultou-o sobre a imagem que viralizou nas redes sociais.

“Esta imagem está entre as que mais são vendidas. Não foi muito difícil criá-la. Naquela época, já tinha algo de experiência com o programa Adobe Illustrator”, respondeu pelo Messenger em 10 de janeiro de 2019.

Diante da enxurrada de falsas alegações relacionadas ao estresse, Perepadia explicou no Instagram o efeito óptico: “São raios brancos e pretos sobre um fundo colorido, o que faz com que o foco esteja em movimento e dê à pessoa a impressão de que a imagem está se movendo”.

Perepadia indicou à AFP que criou-a em 2016, o que várias publicações confirmam, e como pode ser conferido em um tuíte publicado por ele em 26 de setembro de 2016.

Na plataforma comercial depositphotos.com - destinada a fotógrafos, ilustradores, designers gráficos e seus clientes - pode-se encontrar uma versão da imagem de dezembro de 2016.

Publicações similares com a falsa versão de que se trata da invenção do professor de Neurologia Yamamoto, ou de um neurologista japonês, também foram compartilhadas desde 2018 em contas em Estados Unidos, Filipinas, Espanha, Turquia e França

Em resumo, é falso que a imagem viralizada tenha sido criada pelo “professor de Neurologia Dr. Yamamoto” para medir o nível de estresse. Trata-se, na verdade, de uma obra de ilusão de óptica feita pelo designer gráfico ucraniano Yurii Perepadia em 2016 e que está à venda em banco de imagens.

AFP Brasil