Vídeo de manifestação contra Lula em Curitiba em 2018 circula como se fosse de março de 2022

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Uma gravação na qual manifestantes cantam frases como “o ladrão chegou” foi compartilhada mais de 7.700 vezes desde, pelo menos, 19 de março de 2022. Segundo usuários nas redes sociais, o registro mostraria a recepção ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Curitiba, no dia anterior, quando ele esteve na cidade para a filiação do ex-governador do Paraná Roberto Requião ao PT. Mas a gravação é de abril de 2018, quando Lula chegou à sede da Polícia Federal, na capital paranaense, após ter sido condenado à prisão por corrupção.

“Lula em Curitiba agora a noite. 18/3/22. Na filiação do Requião”, dizem publicações compartilhadas no Twitter, no Facebook, no Instagram e no TikTok.

Captura de tela feita em 21 de março de 2022 de uma publicação no Twitter ( . / )

Uma busca, com a ferramenta InVID We Verify*, por um dos fragmentos do vídeo no Google Lens levou à mesma gravação, publicada pelo veículo O Antagonista em 7 de abril de 2018 no YouTube, com o título: “CURITIBA RECEBE LULA PRESO: "ÔÔÔ, O LADRÃO CHEGOU!".

Uma nova pesquisa na seção de vídeos no Google, usando os termos “Lula preso Curitiba” e filtrando por resultados de 6 a 8 de abril de 2018, trouxe como resultado uma outra gravação, publicada pelo veículo Poder360. Nela, são mostradas cenas de 7 de abril daquele ano, nas quais também é possível ouvir a mesma frase cantada por manifestantes: “O ladrão chegou”.

Por volta das 22H30 de 7 de abril de 2018, Lula chegou à sede da Polícia Federal de Curitiba em um helicóptero. Mais cedo naquele mesmo dia, ele havia se entregado às autoridades em São Bernardo do Campo, em São Paulo, já que fora condenado a uma pena de mais de 12 anos de prisão por corrupção. 

O momento de sua chegada também foi registrado em vídeo pela AFP:

Uma outra gravação da mesma manifestação foi publicada em 8 de abril de 2018 por O Antagonista. Aos 26 segundos desse registro, é possível identificar uma placa com o nome da rua Engenheiro Paulo G. Passo Brandão, em Curitiba, que fica logo à frente da sede da Polícia Federal.

Em 18 de março de 2022, Lula voltou a Curitiba pela primeira vez desde que foi solto, em 8 de novembro de 2019, após uma decisão do Supremo Tribunal Federal. Na capital paranaense, compareceu ao evento de filiação ao PT do ex-governador do Paraná Roberto Requião, que ocorreu no Expo Unimed, a mais de 17 km da sede da Polícia Federal. 

Na sua fala, o ex-presidente destacou: “Hoje eu vivi talvez o mais emocionante dia da minha vida. Porque depois que eu saí da Polícia Federal de Curitiba, hoje é a primeira vez que eu retorno a Curitiba. E eu fui encontrar com algumas centenas de companheiros e companheiras que fizeram a vigília durante 580 dias”.

De acordo com a equipe do ex-presidente, Lula não teve eventos nas proximidades da sede da Polícia Federal em Curitiba nos dias 18 ou 19 de março de 2022.

*Uma vez que a extensão InVid é instalada no navegador Chrome, clique com o botão direito na imagem e o menu que aparece oferece para iniciar uma busca por ela em vários navegadores.