Manifestação contra Lula em frente a hotel em Porto Alegre foi em 2018, não em 2022

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Um vídeo em que um grupo de pessoas, muitas vestidas de verde e amarelo, protesta contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em frente a um hotel da rede Sheraton, em Porto Alegre, foi compartilhado centenas de vezes nas redes sociais como se o ato tivesse sido realizado em 2022. Isso é falso. A manifestação aconteceu em 23 de janeiro de 2018, um dia antes de um julgamento envolvendo Lula ser realizado na cidade. Nessa data também ocorreram atos a favor do ex-presidente na capital do Rio Grande do Sul. 

“No hotel Sheraton, em Porto Alegre onde Lula está hospedado hoje...a recepção gaúcha é a melhor!”, diz uma das publicações que compartilham as imagens no Facebook (1, 2), Twitter e Instagram.

Algumas mensagens não especificam a data em que o protesto teria ocorrido, mas o associam ao cenário eleitoral de 2022, em que Lula aparece na frente em pesquisas de intenção de voto para a disputa presidencial. “Esse que é o líder nas pesquisas?”, questionou um usuário. 

Captura de tela feita em 14 de março de 2022 de uma publicação no Twitter ( . / )

O vídeo compartilhado nas redes não foi feito, contudo, em 2022. 

Uma busca no Google pelas palavras-chave “protesto”, “Lula”, “Sheraton” e “Porto Alegre” mostrou que uma versão mais longa da mesma gravação foi publicada em 23 de janeiro de 2018 pelo portal O Antagonista no YouTube. 

“Manifestantes com bandeiras do Brasil passam pelo hotel Sheraton, onde Lula e políticos do PT ficaram hospedados, cantando ‘Lula ladrão, teu lugar é na prisão’”, diz a legenda do vídeo.

Nessa data, Lula estava em Porto Alegre para acompanhar um julgamento do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), que, em 24 de janeiro de 2018, confirmou a condenação do ex-presidente pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá.

Uma busca por outros registros do protesto levou a uma transmissão ao vivo feita pelo jornal O Estado de S. Paulo no Facebook, também em 23 de janeiro de 2018. No vídeo, um repórter informa que a manifestação havia começado na área de Porto Alegre conhecida como “Parcão” e seguido até a frente do hotel. 

Uma comparação entre essa transmissão ao vivo e o vídeo compartilhado nas redes permite identificar elementos em comum, como uma bandeira do estado do Rio Grande do Sul e um cartaz, em verde e amarelo, com os dizeres: “Tire a bunda da cadeira”

Comparação feita em 12 de março de 2022 entre trecho de vídeo publicado pelo jornal O Estado de S. Paulo em 2018 e vídeo publicado no Twitter ( . / )

A página do grupo político Movimento Brasil Livre (MBL) no Facebook também transmitiu ao vivo o protesto em 23 de janeiro de 2018. O momento em que os manifestantes se aproximam do hotel Sheraton pode ser visto a partir de 1h e 2 minutos da sequência. 

Nessa data, também foram realizados atos a favor do ex-presidente Lula em Porto Alegre, como noticiado pela mídia.

Procurada pela AFP, a assessoria de imprensa de Lula informou que o ex-presidente “não esteve em Porto Alegre desde que saiu da prisão, em novembro de 2019”

O ex-mandatário passou 580 dias preso no prédio da Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, após ser condenado em duas instâncias no caso do triplex no Guarujá, no âmbito da Operação Lava Jato. Essa condenação foi, no entanto, anulada em março de 2021 pelo Supremo Tribunal Federal e arquivada pela Justiça do Distrito Federal em janeiro de 2022.