Vídeo de suposto protesto por morte de policial na Bahia é de 2015 e mostra torcedores de futebol

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

Imagens de um suposto protesto de policiais militares na Bahia contra o governador do estado, Rui Costa, após a morte do cabo Wesley Soares Goés têm circulado nas redes sociais desde o dia 29 de março, com mais de 7 mil compartilhamentos. O vídeo, entretanto, é de uma marcha da torcida organizada do Corinthians, a Gaviões da Fiel, que aconteceu em 2015 em São Paulo.

“Na Bahia a PM marcha rumo ao Palácio do Governo...pedindo a cabeça do governador do PT”, diz uma das publicações no Facebook (1, 2, 3), no Twitter (1, 2) e no Instagram.

O vídeo também foi encontrado na rede social de compartilhamento de vídeos Tik Tok, com mais de 11 mil curtidas.

Captura de tela feita em 31 de março de 2021 de uma publicação no Facebook

As publicações alegam que as imagens são de um protesto no último dia 29 de março contra o governador da Bahia, Rui Costa (PT), pela morte, no dia anterior, do cabo Wesley Soares Goés em uma ação policial em Salvador depois de ter disparado para o alto e na direção de agentes de segurança.

No entanto, uma busca reversa de frames no Google mostra que o vídeo original, publicado no canal verificado “Hospício 1910” do YouTube em 7 de setembro de 2015 e intitulado “MAR NEGRO GAVIÕES DA FIEL bonde a caminho do Clássico contra a porcada”, é de uma marcha da torcida organizada corinthiana Gaviões da Fiel.

Captura de tela feita em 31 de março de 2021 de um vídeo no YouTube

No dia 6 de setembro daquele ano, Corinthians e Palmeiras se enfrentaram na cidade de São Paulo pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, empatando por 3 a 3. O termo “porcada”, usado no título do vídeo, se refere à torcida palmeirense, que tem um porco como mascote.

Pelo Twitter, a Gaviões da Fiel se manifestou: “O vídeo divulgado nas publicações é da caminhada dos Gaviões no clássico Corinthians x porco, do dia 8 de fevereiro de 2015. Não compartilhem fake news!”.

No último 29 de março, realmente foi realizado um protesto pela morte do cabo Wesley Soares no Farol da Barra, em Salvador.

No dia 19 de março, o presidente Jair Bolsonaro acionou o Supremo Tribunal Federal para derrubar o decreto assinado pelo governador Rui Costa sobre medidas restritivas para tentar conter o avanço de casos e mortes por covid-19 no estado. Dias depois, a demanda presidencial foi negada pela alta corte.

O AFP Checamos já verificou outra alegação envolvendo a morte deste policial militar na Bahia.

Este conteúdo também foi checado pela Agência Lupa e pelo Aos Fatos.