Não, a gravação é de uma manifestação semelhante realizada em maio

Um vídeo que mostra o centro do Rio de Janeiro lotado foi compartilhado milhares de vezes em redes sociais como se tivesse sido filmado durante uma das manifestações realizadas no último dia 13 de agosto contra o contingenciamento de verbas da educação. No entanto, a gravação foi feita em 15 de maio deste ano, primeiro dia de protestos contra as medidas do governo Bolsonaro para a área e uma das maiores manifestações do tipo até agora.

“O 13 de Agosto no Rio. Candelária apinhada contra as reformas de Bozo e Guedes”, diz uma das publicações, replicada mais de 2 mil vezes no Twitter. O mesmo vídeo ilustra artigo intitulado “Vista aérea da Candelária lotada no tsunami da Educação de 13 de agosto”, compartilhado mais de mil vezes no Facebook, segundo a ferramenta CrowdTangle. Ambas as postagens já foram apagadas. 

Captura de tela feita em 14 de agosto de 2019 mostra publicação viralizada no Twitter

No dia 13 de agosto realmente houve uma manifestação pela educação no Rio de Janeiro. No entanto, uma busca reversa* mostra que o vídeo viralizado não foi filmado nesta ocasião.

Manifestação pela educação na região da Candelária, no Rio de Janeiro, em 15 de maio de 2019

A mesma gravação foi publicada no Facebook em 15 de maio pela unidade do Rio de Janeiro da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Procurada, a CUT Rio confirmou que o vídeo foi filmado a partir de sua sede na Avenida Presidente Vargas, durante aquela manifestação.

Imagens da AFP mostram que a avenida realmente estava lotada neste dia, quando centenas de milhares de pessoas foram às ruas pelo país em protesto contra o contingenciamento de verbas da educação anunciado no final de abril. Desde então, foram realizadas outras duas manifestações nacionais contra as medidas do governo para a área: em 30 de maio e 13 de agosto. 

Essa última, no entanto, foi menor do que as manifestações de maio, segundo reportado por diversos veículos (1, 2, 3).

Vista geral de protesto contra cortes orçamentários na educação no Rio de Janeiro em 13 de agosto de 2019

Além disso, o ato desta terça-feira no Rio de Janeiro não seguiu o percurso visto no vídeo, que mostra manifestantes andando da Igreja da Candelária à estação de metrô Central. Em 13 de agosto o ato partiu da mesma igreja, mas a caminho da sede da Petrobras, passando pela Avenida Rio Branco. Foto da AFP mostra manifestantes reunidos em frente ao prédio da estatal. 

A equipe de checagem da AFP já verificou outra publicação que atribuía uma foto da manifestação de 15 de maio a outro protesto.

Em resumo, o vídeo viralizado realmente foi filmado em um ato contra o contingenciamento de verbas da educação, mas em 15 de maio, e não em 13 de agosto, como afirmam algumas publicações.

*Uma vez instalada a extensão InVid nos navegadores Chrome ou Firefox, basta clicar com o botão direito do mouse sobre a imagem e o menu exibido permite pesquisar a foto em diversos motores de busca.

AFP Brasil