Não, esta foto da AFP não é do carnaval de 2017 e sim, mostra a manifestação contra Bolsonaro em São Paulo

Durante as manifestações de sábado 29 de setembro contra o candidato à presidência Jair Bolsonaro, circularam nas redes sociais versões alegando que algumas fotos sobre o evento estavam fora de contexto. As postagens sugeriam que as imagens apresentadas como feitas em São Paulo na verdade são de 2017. Mas, estas supostas verificações são falsas: as imagens não foram tiradas de contexto e realmente mostram um protesto contra o presidenciável de extrema-direita no Largo da Batata.

Captura de um tweet contestando a autenticidade da foto veiculada pela AFP, feito 2 de outubro de 2018Captura de um tweet contestando a autenticidade da foto veiculada pela AFP, feito 2 de outubro de 2018

Entre as imagens contestadas há uma foto distribuída pela  AFP, de autoria de Miguel Schincariol. “AFP requentando #FAKENEWS de ontem (...) São vagabundos esquerdistas travestidos de ‘jornalistas’ que já não enganam ninguém”, é o comentário de um usuário a um tweet da AFP no Brasil.

A origem dessa suposta checagem utiliza uma foto do Largo da Batata, na capital paulista, durante o carnaval de 2017 e a confunde com fotos realizadas no último sábado no mesmo lugar, questionando a magnitude do evento.

Discrepância entre as fotos

Ainda que tiradas do mesmo ângulo, há discrepância entre os elementos que compõem as fotos. Um deles é uma roda-gigante instalada em 2017 somente durante o carnaval, precisamente no dia 18 de fevereiro, no contexto de uma ação de marketing da cerveja Skol. As fotos do último fim de semana, portanto, não mostram a atração de 21 metros de altura.

Outra diferença entre as duas imagens é a existência de um grafite na lateral de um prédio da região. Está na foto do protesto, mas não existia em 2017.

Comparação entre a foto do protesto contra Bolsonaro e a foto do Carnaval 2017 no Largo da Batata em São Paulo (SP), feita 1 de outubro de 2018Comparação entre a foto do protesto contra Bolsonaro e a foto do Carnaval 2017 no Largo da Batata em São Paulo (SP), feita 1 de outubro de 2018

Metadados do arquivo original

Segundo os metadados recolhidos do arquivo da foto original, é possível constatar o momento exato em que foi realizada: 16:28 do dia 29 de setembro de 2018, ocasião que coincide com a manifestação contra Bolsonaro no Largo da Batata.

Captura de tela dos metadados da foto de Miguel Schincariol, feita 1 de outubro de 2018Captura de tela dos metadados da foto de Miguel Schincariol, feita 1 de outubro de 2018

Testemunha ocular

Contatada pela AFP, a fotógrafa Gabriela Biló, autora tanto de uma das fotos da manifestação que foi distribuída pelo Estadão no último sábado quanto da realizada durante o carnaval de 2017, explicou a situação. O ponto de onde a foto foi tirada é a casa de uma residente da vizinhança. É um local já conhecido e utilizado por ela para fazer imagens panorâmicas do Largo da Batata. No último sábado, enquanto ela entrava no edifício, Miguel Schincariol, autor da foto veiculada pela AFP, a viu e pediu para subir também. Com eles também estava a fotógrafa free-lance Carla Carniel.

“Normalmente procuramos um prédio e falamos com o morador para liberar nossa entrada em sua casa e assim temos a permissão de estar no apartamento da pessoa e realizar a imagem (...) Da mesma forma temos contato em um prédio na Avenida Paulista e realizamos a imagem de cima de todos os protestos quando achamos necessário ter esse tipo de fotografia”, declarou Schincariol à equipe de checagem da AFP.

“Temos o compromisso e a ética de informar, com a fotografia, os acontecimentos”, agregou o fotógrafo.

Uma estratégia incomum

É a primeira vez que a equipe de checagem de AFP desmente uma “falsa verificação”. Se em alguns casos imagens foram retiradas de seu contexto original para supostamente ilustrar um evento inexistente, desta vez a existência de uma foto semelhante feita em uma data diferente foi erroneamente utilizada como evidência para deslegitimar uma notícia verdadeira.

AFP Brasil