A imagem com cenas do filme “Guerra Mundial Z” e o logotipo da MSNBC é uma montagem satírica

Copyright © AFP 2017-2020. Todos os direitos reservados.

Uma combinação de imagens compartilhada centenas de vezes nas redes sociais desde o último dia 1º de junho mostra  dois registros da vista aérea de uma cidade, onde pode-se ver incêndios e colunas de fumaça. As publicações acusam a emissora norte-americana MSNBC, cujo logotipo é visível em uma das capturas, de usar uma sequência do filme “Guerra Mundial Z” com a intenção de enganar a audiência sobre os protestos nos Estados Unidos após a morte de George Floyd. Contudo, trata-se de uma montagem satírica feita por um usuário do Twitter.

“É de cair o queixo! ‘A NMBC teve coragem de pegar uma cena de filme #guerramundialz e colocar por alguns segundos para dizer que estavam filmando a cidade sendo destruída por cima. Quem não está ligado, vê isso e depois filma o chão... Pronto! Para você é o fim do mundo. Que teatro, Show de Truman. Essa é a Nova Ordem Mundial.’ [sic], indica a legenda de uma das publicações no Facebook (1, 2, 3), que somam mais de 520 compartilhamentos.

As postagens incluem duas imagens e asseguram revelar uma suposta montagem por parte da MSNBC. A mesma comparação com mensagens similares circulou no Twitter (1, 2) e também em outros idiomas, como inglês (1), francês e espanhol (1).

Captura de tela feita em 8 de junho de 2020 de uma publicação no Facebook

Há, ainda, uma versão que atribui a comparação e suposta manipulação à emissora CNN, apesar da imagem mostrar o logo da MSNBC.

Depois de visualizar algumas transmissões ao vivo recentes da MSNBC e analisar as imagens viralizadas, a equipe de checagem da AFP detectou um elemento gráfico incomum entre os logos “LIVE” e “MSNBC” no canto direito inferior da primeira das imagens viralizadas. Aparentemente há algo escrito entre os dois ícones, embora não seja possível identificar o que é.

Comparação de um fotograma da MSNBC ao vivo (esquerda) com a imagem compartilhada no Facebook

Para poder detectar melhor o que aparece escrito, foi feita uma busca pelas palavras-chave “MSNBC” e “World War Z” no YouTube, que levou a um vídeo de 1º de junho com mais de 433 mil reproduções, no qual também é feita a comparação e é denunciada uma manipulação por parte da MSNBC.

No vídeo pode-se ouvir a voz de um apresentador de notícias, em inglês, dizendo: “A Filadélfia teve uma explosão de violência hoje, esta tarde”.

Aos seis segundos da gravação, a imagem aparece mais nítida. Uma ampliação do canto direito inferior da captura do vídeo com a ferramenta InVid-WeVerify* permitiu identificar a seguinte frase: “BAD SCOOTER NOT REAL”.

Captura de tela feita em 4 de junho de 2020 de um fotograma de um vídeo do YouTube ampliado

Uma busca pelos termos “Bad Scooter” levou a um usuário do Twitter que indica ser o autor da montagem. Em um tuíte, o usuário acrescenta duas imagens que assinalam claramente o elemento gráfico sobre o logo e diz: “Isso saiu do controle. SIM, o vídeo da MSNBC era de Guerra Mundial Z, inclusive assinalei com um ‘NÃO É REAL’ no vídeo de cima com o logo da MSNBC. Eu subestimei demais o Twitter. Alguns perceberam, outros afirmaram que era ‘real’, algo estúpido para mim. Peço desculpas”.

Em um tuíte fixado em seu perfil, o usuário compartilha o vídeo original da emissora da qual obteve o áudio e os elementos gráficos, e explica que a MSNBC nunca transmitiu essas imagens, enquanto reconhece que pegou-as de um trailer no YouTube.

No trailer de “Guerra Mundial Z” pode-se ver, aos 1 minuto e 45 segundos, a sequência que “Bad Scooter” usou para a montagem.

A morte em 25 de maio de George Floyd, um homem negro de 46 anos asfixiado por um policial branco que o imobilizou pressionando o joelho contra o seu pescoço em Minneapolis, desencadeou protestos em muitas cidades dos Estados Unidos, onde alguns acabaram em saques e distúrbios.

Em resumo, a emissora de notícias MSNBC dos Estados Unidos não usou as imagens do filme “Guerra Mundial Z” para informar sobre os protestos que atravessam todo o país pela morte de George Floyd. Trata-se, na verdade, de uma montagem satírica feita por um usuário do Twitter, que usa elementos gráficos e áudio do próprio canal.

*Uma vez instalada a extensão InVid-WeVerify no navegador Chrome, clica-se com o botão direito sobre a imagem e o menu que aparece oferece a possibilidade de pesquisa da mesma em vários buscadores.

AFP Brasil