( . / )

O vídeo em que gritam “ditador” para Nicolás Maduro é de 2018, e não da cúpula da Celac de 2021

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

Um vídeo que supostamente mostra Nicolás Maduro sendo recebido aos gritos de “ditador” na VI cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), realizada no México em 18 de setembro de 2021, teve mais de 300 visualizações nas redes sociais desde o último 21 de setembro. No entanto, as imagens mostram a posse presidencial de Andrés Manuel López Obrador em dezembro de 2018 nesse mesmo país, evento em que também compareceu o mandatário venezuelano.

“NICOLAS MADURO FOI BEM RECEBIDO NA REUNIÃO DE CÚPULA DA CELAC NO MÉXICO. Eu acho q eh fake, pq ninguém faria isso com o rapaz....”, diz uma das publicações no Twitter (1, 2) e no Facebook (1, 2) contendo o vídeo. 

Na gravação, o presidente do México dirige-se ao líder venezuelano a partir da bancada da Câmara dos Deputados. Ao mencionar o nome de Nicolás Maduro, alguns dos espectadores se levantam para gritar repetidamente a palavra “ditador”.

Captura de tela feita em 22 de setembro de 2021 de uma publicação no Twitter

O conteúdo também circulou em espanhol.

Em 18 de setembro de 2021, ocorreu na Cidade do México a VI cúpula da Celac, reunião à qual compareceram mandatários e representantes de governos da América Latina e do Caribe, incluindo Maduro, que confirmou sua participação de última hora.

Durante a cúpula, Venezuela e Cuba foram um dos pontos de atrito, depois que os presidentes do Paraguai e Uruguai - Mario Abdo e Luis Lacalle Pou, respectivamente - questionaram a legitimidade democrática de seus pares Nicolás Maduro e Miguel Díaz-Canel. Além disso, foram abordados temas relacionados à pandemia de covid-19 na região, como a distribuição equitativa de vacinas e liberação de patentes.

No entanto, o vídeo não corresponde à recepção de Maduro nem a nenhuma das reuniões desta cúpula internacional.

Uma busca reversa no motor Yandex de uma das capturas de tela do vídeo usando a ferramenta InVid-WeVerify* levou a uma gravação publicada no YouTube em dezembro de 2018, com o título “Políticos venezuelanos se manifestaram após vaias contra Maduro”, em tradução livre do espanhol. Na descrição do vídeo, é possível ler: “As personalidades venezuelanas agradeceram aos parlamentares mexicanos o repúdio à visita do Presidente da República, Nicolás Maduro, por ocasião da posse de Andrés Manuel López Obrador”.

O momento de desaprovação foi encontrado na transmissão da cerimônia de posse de  López Obrador na conta oficial no YouTube do Governo do México, assim como no canal na mesma rede social da Câmara dos Deputados do país. Ambos os vídeos datam de 1º de dezembro de 2018:

Nas publicações nas redes sociais em espanhol, a gravação viralizada era mais longa e, nela, podia-se perceber alguns outros elementos que demonstram que a filmagem não corresponde à cúpula da Celac, como a menção posterior ao agora ex-presidente do Equador Lenin Moreno (2017-2021) e a presença de Enrique Peña Nieto (2012-2018), antecessor de López Obrador e quem entregava, então, seu cargo.

Diversos meios de comunicação reportaram as vaias contra Maduro em dezembro de 2018 (1, 2, 3).

*Uma vez instalada a extensão InVid-WeVerify no navegador Chrome, clica-se com o botão direito sobre a imagem e o menu que aparece oferece a possibilidade de pesquisa da mesma em vários buscadores.