Não há registro de que Estadão tenha dito que lesões de Joice foram por acidente de carro

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

Após a deputada federal Joice Hasselmann (PSL) aparecer com hematomas no rosto e atribuí-los a um possível atentado, usuários passaram a assegurar que O Estado de S. Paulo revelou o verdadeiro motivo dos ferimentos. Segundo as publicações, compartilhadas mais de 6 mil vezes desde o último dia 24 de julho, o jornal divulgou que a deputada sofreu um acidente de carro por dirigir sob efeito de álcool e drogas. Não há, no entanto, qualquer registro de que o veículo tenha publicado essa informação. 

As publicações no Facebook (1, 2, 3), Instagram e Twitter são ilustradas por uma foto de Joice Hasselmann com hematomas no rosto. Na parte superior da imagem é vista o logotipo do Estadão e a tarja “Exclusivo”. Na parte de baixo, a frase: “A farsa revelada”

A foto é acompanhada pelo texto: “Joice Hasselmann estava numa festa rave clandestina, drogada e bêbada, e de volta para a residência, às 4 da manhã, bateu seu carro de luxo em um poste. Foi buscar atendimento médico e utilizou nome fictício para não ser reconhecida”

Captura de tela feita em 26 de julho de 2021 de uma publicação no Facebook

O conteúdo começou a circular após Hasselmann relatar que acordou ensanguentada em seu apartamento funcional em Brasília, no último dia 18 de julho. Segundo a deputada, ela sofreu um lapso de memória e, quando retomou a consciência, estava com cinco fraturas no rosto e uma na costela. 

Em diversas entrevistas, a parlamentar disse desconfiar que pode ter sofrido um atentado por motivações políticas. A hipótese, que é investigada pela Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados, foi colocada em dúvida por alguns usuários. 

“Esse Estadão até que enfim falou algo que é verdade”, diz uma das publicações, que também foram enviadas ao WhatsApp do AFP Checamos para verificação. 

No entanto, não há qualquer registro de que O Estado de S. Paulo tenha publicado a afirmação de que os ferimentos de Hasselmann foram causados por um acidente de carro. 

Uma busca por palavras-chave no Google e no site do jornal não localiza nenhuma reportagem com a informação. Uma pesquisa a partir da data em que Hasselmann comunicou ter sofrido os ferimentos também não levou a nenhum texto do tipo nos sites WayBack Machine e Archive.is, que podem registrar páginas já deletadas.

Publicação no Instagram

A imagem que embasa as alegações tem elementos que indicam que ela havia sido publicada no Instagram. Entre eles, a seta no canto direito e os dois pontos na parte inferior, que aparecem na rede social quando é publicada mais de uma foto ao mesmo tempo. 

Com essa informação, a equipe de checagem da AFP consultou a página oficial do Estado de S. Paulo no Instagram e localizou o registro original divulgado pelo jornal. A foto, com o logotipo do Estadão e a tarja “Exclusivo” foi publicada no último dia 23 de julho, mas sem a frase “A farsa revelada”.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Estadão (@estadao)

A imagem dos hematomas no rosto de Hasselmann ilustra, na verdade, uma entrevista em que a deputada diz desconfiar que alguém poderia ter se escondido em seu apartamento durante o dia para agredi-la durante a madrugada. Em nenhum momento da reportagem é mencionada a hipótese de um acidente de carro. 

Em texto publicado no último dia 24 de julho, o Estadão Verifica, portal de checagem de fatos do jornal, negou que o meio de comunicação tenha difundido essa informação. 

Além disso, Hasselmann disse que o suposto acidente de carro “nunca aconteceu”, em publicação no Twitter. 

Procurada pela equipe do AFP Checamos, a assessoria da Câmara dos Deputados confirmou que seu Departamento de Polícia Legislativa investiga os ferimentos sofridos pela deputada, mas que a apuração é sigilosa. “O andamento das apurações tem sido comunicado ao Ministério Público Federal, conforme determinação legal”, acrescenta a nota. 

Ex-líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann foi forte aliada de Jair Bolsonaro até romper com o presidente após uma disputa interna do PSL. No último mês de junho, a deputada federal chegou a assinar o “superpedido de impeachment” do mandatário.