Uma encenação durante a pregação de um pastor em Porto Rico circula como tiroteio na Venezuela

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

Circula nas redes sociais a gravação de algumas pessoas discutindo em espanhol quando, de repente, um homem parece sacar uma arma e atirar. Segundo as publicações compartilhadas desde o último 4 de julho, tratava-se de um “cidadão com fome” que foi pedir comida ao governo venezuelano e que, ao não conseguir e reclamar, foi “metralhado junto com a esposa e uma criança”. Mas isso é falso: no vídeo completo pode-se observar que se tratava da pregação de um pastor em Porto Rico e que o tiroteio era, na verdade, uma encenação.

“ALERTA!!! [...] O CASO DO VÍDEO ACIMA ESTÁ ACONTECENDO NA VENEZUELA CIDADÃO COM FOME PEGA UM CARRINHO E VAI PEDIR COMIDA DO GOVERNO, NÃO TENDO A COMIDA PROMETIDA PELO DITADOR MADURO ELE RECLAMA E É METRALHADO ELE, A ESPOSA E UMA CRIANÇA NO MEIO DA RUA TODO MUNDO VENDO CALADO E SE FALAREM MORREM TAMBÉM”, alegam as postagens compartilhadas no Facebook (1, 2, 3) e no Twitter.

A gravação também foi enviada ao WhatsApp do AFP Checamos para verificação. As imagens já haviam circulado nas redes em 2017 (1, 2, 3) e 2018 (1, 2), acompanhadas de uma alegação semelhante. 

Captura de tela feita em 5 de julho de 2021 de uma publicação no Facebook

Uma busca reversa das capturas de tela da gravação usando a ferramenta InVid-WeVerify* permitiu chegar, por meio do buscador Yandex, a este vídeo - de nove minutos e 30 segundos de duração - publicado no YouTube em 4 de fevereiro de 2016. A gravação é intitulada, em tradução livre do espanhol, “Pregação na rua”. Na descrição afirma-se: “Um drama do que o diabo está fazendo com a juventude”.

Logo no início da sequência é possível observar um homem falando ao microfone, como se fosse uma pregação, sobre como o “diabo está destruindo os jovens”

Aos sete segundos ele diz, em espanhol: “Uma das coisas que quero dizer a vocês: um dia estava em minha casa, na varanda da minha casa, e em um dos condomínios do nosso Manatí, o Senhor me mostrou como a maldade estava entrando nos apartamentos”. Em um minuto e 11 segundos o homem cita Porto Rico.

Em um minuto e 42 segundos começa o trecho viralizado nas redes sociais, onde se vê duas mulheres conversando, quando três homens parecem começar a discutir, até que um quarto saca a arma e atira. 

Assim que a cena termina, o homem volta a pregar: “O que está acontecendo devido à dependência química, jovens que estão se matando por causa das drogas, mães que estão sofrendo”. Nesse instante, duas mulheres surgem gritando e começam a chorar sobre os corpos caídos, interpretando a mãe dos jovens e dizendo: “Meu filho, por que te mataram? Por que, Senhor, por quê? Por que, se meu filho é bom?”.

Uma consulta ao Google Maps permitiu confirmar que Manatí é um município da ilha de Porto Rico, um território dos Estados Unidos no Caribe.

A partir da informação da possível localização foi feita uma pesquisa no YouTube pelos termos “predicador + Manatí” (pastor + Manatí, em português). A busca levou a um vídeo mais curto, publicado em 16 de junho de 2015 e intitulado “Dramatização Evangelização Erik Montes Residencial Campo Alegre Manatí”

Uma última busca no Google pelas palavras-chave “predicador + Erik Montes + Manatí” mostrou como resultado uma sequência publicada na página “Jehova Une Las Iglesias” no Facebook em 14 de junho de 2015, a mais antiga encontrada pela equipe de checagem da AFP. A legenda da sequência indica: “Incrível a peça levada ao Residencial Campo Alegre de Manatí pelo Evangelista Erik Montes”.

Abaixo, uma comparação entre o vídeo viral e a gravação de junho de 2015, cuja localização é indicada como Manatí:

Comparação feita em 5 de julho de 2021 entre o vídeo viralizado atribuído à Venezuela e a gravação em Porto Rico

Além deste há, ainda, um segundo vídeo postado pela mesma página de outro momento da pregação. Nos comentários, uma usuária identificada como “Pastora Johanna Montes” se apresenta como esposa de Eric Montes e confirma que o vídeo mostra uma pregação. De acordo com ao informado por Johanna Montes na publicação, o nome da peça é “SÉ Está Pasando ÉL Feretro”.

O Checamos enviou uma mensagem para Johanna Montes para obter mais detalhes sobre o vídeo, mas não teve retorno até a publicação deste artigo. 

*Uma vez instalada a extensão InVid-WeVerify no navegador Chrome, clica-se com o botão direito sobre a imagem e o menu que aparece oferece a possibilidade de pesquisa do material em vários buscadores.