Esta foto da Casa Branca às escuras não é de 2020 e foi editada

Copyright AFP 2017-2020. All rights reserved.

Publicações compartilhadas milhares de vezes nas redes sociais desde o início de junho afirmam que “pela primeira vez na história” as luzes externas da Casa Branca se apagaram em meio aos protestos desencadeados pela morte de George Floyd. No entanto, uma das imagens que supostamente prova que isto aconteceu foi editada e publicada em 2017 por um site satírico. Além disso, não é a primeira vez que as luzes da sede do poder executivo norte-americano são apagadas.

“Dia 01 de junho de 2020. A casa Branca pela primeira vez na historia apagou suas luzes. Trump foi levado para o bunker da casa Branca. Fuck the police. Óleo sobre tela [sic] e “- pela primeira vez na história, a luz da casa branca se apagou. - o presidente foi levado rapidamente para um bunker. e ainda é o primeiro dia de junho, o que esperar de 2020? [sic], apontaram legendas de publicações compartilhadas mais de 7,5 mil vezes no Facebook (1, 2, 3) desde 1º de junho.

Captura de tela feita em 9 de junho de 2020 de uma publicação no Facebook

A imagem também circulou com esta afirmação no Instagram (1, 2), com uma das publicações registrando mais de 182 mil curtidas, e no Twitter (1, 2), somando mais de 44,1 mil retuítes e 155,4 mil curtidas.

Há, ainda, publicações que mostram apenas a fotografia digitalmente alterada da Casa Branca, mas com alegações similares.

Essas fotografias também circularam amplamente em espanhol (1, 2).

Casa Branca às escuras

Uma busca reversa* pela imagem viralizada da Casa Branca às escuras revelou que a foto foi utilizada pela primeira vez em 20 de outubro de 2017 no site satírico NewsThump, para ilustrar um artigo intitulado “Donald Trump apaga as luzes da Casa Branca para enganar agentes do FBI e pensarem que ninguém está em casa”.

Richard Smith, editor chefe do NewsThump, explicou à equipe de checagem da AFP que o veículo alterou digitalmente a imagem original, publicada no banco de imagens iStock em 2015, para remover qualquer rastro de luz.

“Costumamos passar fotografias pelo Photoshop para ilustrar nossas piadas. Nunca fazemos para enganar; apenas para entretenimento e humor. A mudança [feita nas luzes da Casa Branca] foi bastante sutil, então posso entender porque as pessoas pensam que é real”, disse. 

Comparação feita em 11 de junho de 2020 entre a imagem editada pelo site NewsThump (esquerda) e a foto original do banco de imagens iStock (direita)

Muitas publicações viralizadas são acompanhadas por uma segunda foto, mas que, dessa vez, realmente ilustra as manifestações ocorridas em frente à Casa Branca no último dia 31 de maio.

Como demonstrou uma segunda busca reversa, a imagem que mostra a frente da Casa Branca com fumaça e muitos manifestantes pertence à agência de notícias Reuters e foi tirada pelo fotógrafo Jonathan Ernst. A legenda diz, em tradução livre do inglês: “Manifestantes se reúnem na Casa Branca contra a morte de George Floyd em Minneapolis sob custódia policial, em Washington, D.C., nos EUA, em 31 de maio de 2020”.

Luzes apagadas por conta do protesto?

No último dia 1º de junho foi noticiado que o presidente Donald Trump havia sido encaminhado para um bunker durante os protestos de 29 de maio. Enquanto isso, imagens da Casa Branca com as luzes apagadas no dia 31 viralizavam na Internet. Do lado de fora da residência oficial eram registrados tumultos, incêndios provocados por manifestantes, queima de bandeiras norte-americanas e paredes pintadas com frases contra a polícia.

Alguns dias depois, o presidente dos Estados Unidos negou as informações de que ele havia sido levado por segurança ao bunker da Casa Branca, garantindo que foi ao local apenas para uma inspeção e que entrou naquela área por um “breve momento”.

A afirmação de que as luzes externas da Casa Branca foram apagadas devido à intensificação dos protestos na capital Washington D.C. circularam tanto quanto as fotografias editadas digitalmente, bem como a declaração de que esta seria a primeira vez na história que isso acontece.

Em uma declaração ao site Newsweek, entretanto, o porta-voz da Casa Branca, Hogan Gidley, indicou que “não há nada de novo nisso” e que “as luzes da Casa Branca são apagadas por volta das 23h quase toda noite”.

O jornal The Guardian, por sua vez, havia publicado que “as luzes que iluminavam o lado norte da Casa Branca [...] foram apagadas. Em tempos normais, elas só são desligadas quando um presidente morre”.

De fato, a AFP tem em seu banco de imagens registros da Casa Branca com as luzes apagadas e a bandeira do país a meio mastro um dia após a morte do ex-presidente George H. W. Bush, em 30 de novembro de 2018.

Bandeira dos Estados Unidos a meio mastro na Casa Branca em homenagem ao ex-presidente George H. W. Bush, em Washington DC, em 2 de dezembro de 2018

Em resumo, a foto que mostra a Casa Branca completamente às escuras circula ao menos desde 2017. Trata-se de uma imagem alterada digitalmente para tirar qualquer vestígio de luz de uma foto publicada em 2015. Além disso, não é a primeira vez na história que o edifício desliga as suas luzes, como afirmado nas redes sociais.

*Uma vez instalada a extensão InVid-WeVerify no navegador Chrome, clica-se com o botão direito sobre a imagem e o menu que aparece oferece a possibilidade de pesquisa da mesma em vários buscadores.

EDIT 12/06: Altera fonte da imagem original e acrescenta comentário do site NewsThump
AFP Brasil