Vídeo que mostra a construção de uma ferrovia foi gravado antes de Bolsonaro chegar à Presidência

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

Uma filmagem que supostamente mostra uma obra atribuída ao governo do presidente Jair Bolsonaro foi compartilhada mais de 2.900 vezes nas redes sociais desde 4 de outubro de 2021. Segundo as publicações, a sequência mostraria uma ferrovia em construção que ligaria a região de Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, até o Maranhão. Mas isso é falso. O vídeo circula desde antes de Bolsonaro assumir a Presidência. A construção retratada tem ligação com a expansão da Estrada de Ferro Carajás, concluída em 2018, como foi confirmado à AFP por uma das empresas que executaram a obra.

“Tá aí uns dos motivos do meu voto em 2022 em @jairbolsonaro ..maquinário que esta sendo usando para fazer a estrada de ferro que vai da região de Lucas do Rio Verde até o MA. Já estão em Marabá no Pará Golaço. Se você não compartilhar ninguém ficará sabendo. A Globo não mostra”, diz uma das publicações no Twitter (1, 2, 3).

O conteúdo também circulou no Facebook (1, 2, 3) e no Instagram (1, 2, 3).

Captura de tela feita em 26 de outubro de 2021 de uma publicação no Twitter ( . / )

No entanto, uma busca reversa por uma das capturas de tela da sequência no motor Yandex usando a ferramenta InVid-WeVerify* levou a uma publicação feita em um site com data de janeiro de 2018 e intitulada “Assim são colocados os TRILHOS DE TREM - Ferrovia no Pará!”. O artigo em questão continha um vídeo postado no YouTube, mas que aparecia como “não disponível” quando a equipe de checagem da AFP consultou a página.

Mas uma pesquisa no YouTube por palavras-chave do título do artigo anteriormente citado levou à mesma sequência vista nas postagens viralizadas: trata-se de um vídeo publicado em janeiro de 2018 com o título “Construindo trilho de trem”. 

A obra retratada, portanto, é anterior à gestão de Bolsonaro, que tomou posse como presidente do Brasil em 1º de janeiro de 2019.

No vídeo, é possível ver em diversos momentos a palavra “vale” no maquinário e, em um dos trechos, há também o logotipo da mineradora Vale S.A. Procurada, a empresa informou ao Checamos em 26 de outubro de 2021 que “não está realizando nenhuma obra de construção de estrada de ferro interligando a região de Lucas do Rio Verde até o Maranhão.”

Ainda na própria filmagem, um dos trabalhadores afirma que “a gravação é de Marabá aqui” e que a ferrovia estaria indo para São Luís do Maranhão. Uma busca pelas palavras-chave “vale marabá são luís maranhão” no Google levou a uma publicação da mineradora sobre a Estrada de Ferro Carajás.

A Estrada de Ferro Carajás (EFC) foi inaugurada em 1985, mas passou por um processo de expansão a partir de 2013, quando foram duplicados 575 quilômetros da linha férrea no Pará e Maranhão, que passa tanto por Marabá (PA) quanto por São Luís (MA). Segundo a mineradora, as obras de expansão da ferrovia foram concluídas em 2018, mesmo ano do vídeo localizado pelo Checamos.

Usando os termos de busca “Marabá vale expansão estrada de ferro carajás”, o Checamos chegou a uma publicação da empresa SOMAFEL, na qual a mesma afirma ter participado do projeto de expansão da linha férrea dos Carajás para a Vale S.A.

“O projeto foi dividido por segmentos elementares com trabalhos semelhantes, sendo a SOMAFEL responsável pela execução de 150 km de via”, diz a página. No site, também é possível ver que a empresa faz parte do Grupo Teixeira Duarte.

Procurado pelo Checamos, o Grupo Teixeira Duarte confirmou que o vídeo foi gravado na obra de duplicação da Estrada de Ferro de Carajás, no trecho próximo a Santa Inês, no Maranhão. 

“Informamos que este é um vídeo antigo, de 2016/2017 (...) A obra foi executada pelo Consórcio EMPA-SOMAFEL, ambas as empresas pertencentes ao Grupo Teixeira Duarte, para um cliente privado, para a duplicação de uma ferrovia já existente. Não se trata de uma obra em Lucas do Rio Verde, como colocado no post”, assinalou a empresa.

Ao Checamos, o Ministério da Infraestrutura afirmou em 26 de outubro que “as imagens não têm relação com esse trecho [citado nas publicações], tampouco há obras em andamento nessa região. Em Marabá, a ferrovia existente é a Estrada de Ferro Carajás, construída e inaugurada nos anos 1980.” 

Verificação semelhante foi feita pelo Aos Fatos, pela Agência Lupa, pelo Boatos.org e pelo Fato ou Fake.

*Uma vez instalada a extensão InVid-WeVerify no navegador Chrome, clica-se com o botão direito sobre a imagem e o menu que aparece oferece a possibilidade de pesquisa da mesma em vários buscadores.