( . / )

A imagem de doação de cestas mostra ação do Exército e da Prefeitura em Itu, não em Aparecida

Copyright © AFP 2017-2022. Todos os direitos reservados.

Publicações criticando a fala do arcebispo de Aparecida, Orlando Brandes, de que “pátria amada” não pode ser “pátria armada”, e mostrando uma ação de distribuição de alimentos pelo Exército brasileiro supostamente no entorno da Basílica somam mais de 8,2 mil compartilhamentos nas redes sociais desde o último 14 de outubro. Mas a comparação é enganosa: a ação do Exército retratada nas mensagens ocorreu em abril de 2020 em parceria com a Prefeitura de Itu, cidade a cerca de 260 km de Aparecida, e o arcebispo não fez menção às Forças Armadas em sua homilia.

“Vai vendo Brasil  !!! Enquanto Arce Bispo de Aparecida Dom Orlando Brandes faz sermão de que não precisamos de ‘ ARMINHA’ , O exército Brasileiro de Jair Messias levou 300 toneladas de comida para o povo daquela cidade que vive em volta da Basílica Católica . Preciso falar mais sobre o que é o socialismo ??? * Em tempo,  essa crítica vai aos dirigentes eclesiásticos eleitos e não aos fiéis que creem em um Deus generoso !”, diz a legenda das postagens compartilhadas milhares de vezes no Facebook (1, 2) e no Twitter (1, 2).

Esse conteúdo também foi enviado para o e-mail do AFP Checamos para verificação.

Captura de tela feita em 21 de outubro de 2021 de uma publicação no Facebook ( . / )

Nos comentários, muitos usuários demonstraram indignação diante da fala do arcebispo de Aparecida: “Padreco desses só quer dinheiro. Dividir nunca.!!!” e “Pra esse bispo caridade é pra ser feito com o dinheiro dos outros! Não com o dele”.

No último 12 de outubro foi realizada uma missa solene na Basílica de Aparecida em homenagem ao dia da padroeira do Brasil. Durante a homilia, o arcebispo disse: “Abraçamos, também, nossas autoridades para que juntos construamos, então, um Brasil ‘pátria amada’. E para ser ‘pátria amada’ não pode ser ‘pátria armada’. Para ser uma pátria amada, seja uma pátria sem ódio. Para ser pátria amada, uma pátria, uma república, sem mentira e fake news. Pátria amada sem corrupção e pátria amada com fraternidade. ‘Fratelli Tutti’, todos irmãos construindo a grande família brasileira”.

Diferentemente do que circula nas redes, o arcebispo de Aparecida em momento algum fez referência às Forças Armadas.

A imagem posicionada abaixo da foto do arcebispo, mostrando a ação do Exército supostamente feita na “cidade que vive em volta da Basílica Católica”, em Aparecida, não foi registrada ali.

Ação em abril de 2020

Uma busca reversa no Google pela imagem do Exército distribuindo sacolas levou a um texto publicado no site da Prefeitura de Itu, em 24 de abril de 2020, intitulado: “Itu conta com reforço do Exército Brasileiro no combate ao coronavírus”.

Itu fica localizada a cerca de 260 quilômetros da cidade de Aparecida, onde assinalavam ter ocorrido a mobilização do Exército na foto viralizada.

Na página, é explicado que o Exército Brasileiro atuou em parceria com o município na distribuição de cestas básicas que foram arrecadadas pela prefeitura no âmbito da campanha “Juntos Por Itu”, uma ação do governo municipal para o enfrentamento da pandemia de covid-19.

De acordo com as informações do site, militares, servidores públicos e voluntários entregaram “600 kits com alimentos para famílias em situação de vulnerabilidade social”

Na página do Facebook da prefeitura também pode-se ver a foto viralizada e uma segunda imagem, de militares entregando um kit a uma mulher.

O AFP Checamos entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Itu, que indicou que, “na ocasião, o Exército colaborou com a distribuição de cestas básicas montadas pelo Fundo Social da Prefeitura de Itu, contendo alimentos e outros itens de consumo doméstico”.

Sobre a suposta quantidade de alimentos doados mencionada nas postagens viralizadas, a assessoria acrescentou: “Neste caso específico da imagem enviada, foi uma ação local, referente apenas ao município de Itu, não condizendo com o volume de 300 toneladas”.

Uma comparação entre a postagem viralizada e a localização encontrada por meio do Google Maps mostra, entre outros detalhes, o Fundo Social de Solidariedade, cujo banner contém o logotipo e nome da Prefeitura de Itu:

Comparação feita em 21 de outubro de 2021 entre uma publicação no Facebook (E) e a captura de tela do Google Maps

Em fevereiro de 2021, o governo federal implementou mudanças no chamado Estatuto do Desarmamento para, segundo informou em sua página oficial, “materializar o direito que as pessoas autorizadas pela lei têm à aquisição e ao porte de armas de fogo e ao exercício da atividade de colecionador, atirador e caçador, nos espaços e limites permitidos pela lei”