Michael Schumacher saiu do coma em 2014, meses após seu acidente de 2013

Copyright © AFP 2017-2021. Todos os direitos reservados.

Publicações compartilhadas mais de uma centena de vezes no Facebook desde pelo menos 19 de junho de 2021 afirmam que o ex-piloto alemão e sete vezes campeão mundial de Fórmula 1 Michael Schumacher acordou após seis anos em coma. No entanto, Schumacher saiu do coma em 2014, meses depois do acidente em dezembro de 2013. Não houve declarações públicas oficiais recentes sobre mudanças em sua saúde.

“Após 6 anos de coma, o alemão Michael Schumacher acorda e reconhece a esposa. Sua esposa, que gastou a maior parte do seu dinheiro no tratamento do seu marido antes da falência. Apesar da imensa fortuna que o próprio Schumacher recebeu dos seus rendimentos na Fórmula 1 enquanto dominava a corrida por anos e apesar de todos os enormes contratos de patrocínio que tinha, todo o dinheiro foi gasto. Perdemos a esperança de recuperar até o dia em que ele acordou e a primeira pessoa que ele reconheceu foi a esposa dele. Essa é a mulher que está aí pra ele e não se foi há 6 anos..”, diz o texto de uma das publicações compartilhadas no Facebook (1, 2, 3). 

Com as mesmas legenda e imagem, o conteúdo também foi compartilhado milhares de vezes em espanhol e russo

Captura de tela feita em 27 de julho de 2021 de uma publicação no Facebook

A ferramenta CrowdTangle permitiu o acesso a mais de 40 publicações semelhantes compartilhadas mais de 6.800 vezes em espanhol  desde pelo menos 16 de junho de 2021.

Esta data - 16 de junho, mas de 2014 - coincide com o dia em que Schumacher foi transferido para a cidade suíça de Lausanne após um tratamento inicial na França. Nesse mesmo dia foi anunciado que ele havia saído do coma, quase seis meses - e não seis anos - depois de um sério acidente sofrido durante suas férias na França.

 

Infografia da AFP com detalhes sobre o acidente de 2013
Os principais momentos da carreira de Michael Schumacher ( AFP / Gal ROMA, Sophie RAMIS)

 

 

A evolução e o estado de saúde de Schumacher são mantidos sob extremo sigilo pela família e por pessoas mais próximas, e a porta-voz da família, Sabine Kehm, faz poucas declarações públicas sobre o assunto. 

Até julho de  2021, não houve declarações oficiais sobre o estado de saúde do ex-piloto, nem na conta oficial do Twitter do heptacampeão mundial de F1, que é mantido como um espaço para homenagear seus marcos profissionais. 

Várias pesquisas na internet sobre Michael Schumacher, sua esposa Corinna e notícias ou declarações mais recentes geraram milhares de resultados, mas nenhuma se refere a mudanças em seu estado de saúde em 2021.

Uma das últimas declarações públicas de sua esposa foi durante uma celebração da Fórmula 1 em dezembro de 2020. Jean Todt, atual presidente da Federação Internacional do Automóvel (FIA) e integrante da pequena roda que visita o ex-motorista, em maio de 2021, também se manifestou sobre o piloto, mas evitando dar detalhes sobre seu estado de saúde.

A foto

As publicações viralizadas desde junho de 2021 são acompanhadas por uma imagem de Schumacher com sua esposa, Corinna, feita pelo fotógrafo Herbert Bucco em outubro de 2011, dois anos antes do acidente.

O registro foi capa da edição 3.378 da revista Paris Match, dedicada ao atleta logo após o acidente, e que a própria revista relembrou em 3 de janeiro de 2020 no Instagram, por ocasião do 51º aniversário do ex-piloto.

Mais de sete anos após o acidente, a mídia ao redor do mundo divulgou a notícia de que um documentário sobre a vida e carreira de Michael Schumacher estaria pronto, embora tenha observado que sua data de lançamento foi adiada pela pandemia covid-19.