MEIO AMBIENTE

Estas toras não foram apreendidas em uma ação contra desmatamento ilegal, mas doadas para festa de igreja

Publicado em 16/10/2020 às 19:04

A foto de um caminhão carregado com toras foi compartilhada mais de 26 mil vezes nas redes sociais em outubro deste ano com duas diferentes alegações: a de que o material seria enviado para a Europa, ou de que se tratava de uma apreensão de madeira ilegal feita pelo Exército, que estaria em posse do fundador da principal ONG de preservação da Amazônia e “cabeça” do MST no Pará. Mas a imagem é de 2015 e a madeira foi doada para uma festividade em uma igreja.